Séries Addict

Gossip Girl

Posted on: setembro 30, 2007

A minha intenção nem é dar seqüência ao assunto fetiche, mas grande parte do que foi dito abaixo pode ser aplicado a esta série teen. Criados ao redor de tanta riqueza e luxo, o que os adolescentes do Upper East Side tem para desejar além dos prazeres imediatos? As questões amorosas e as brigas por status são elevadas a enésima potência, mas porque mais eles lutariam?
Gossip Girl é quase uma celebração do hedonismo, misturada com individualismo, batida com alienação e servida em taças de martini como as que sua protagonista loira, perfeita e infeliz consome inadvertidamente de barriga vazia. Serena é uma daquelas personagens moralistas e de coração puro pra quem as máscaras sociais são um grande enfado. Interpretada de maneira unidimensional pela fraca Blake Lively, a pose de coitada e os anseios supostamente subversivos de Serena são algo com o qual ainda não compactuei.
Leighton Meester, como Blair, é sem dúvida mais talentosa e carismática, apesar de eu achar que ela não teve muito o que fazer. Talvez Blair (e também Chuck) seja a personagem mais representativa da alienação burguesa, do fetichismo material e de imagem, em Gossip Girl. Tendo para si os objetos de consumo mais exclusivos, os vestidos da mãe e o namorado rico e bonito, Blair personifica o prestígio e não é à toa que torna-se uma espécie de Abelha Rainha, seguida e obedecida.
Já o Nate também tem uma trama de busca por si mesmo como indivíduo além dos planos traçados por seu pai que soa ainda mais superficial que as da protagonista. Talvez com um ator menos esquecível fosse uma trama mais crível, apesar de clichê.
E para terminar tem a também clichê trama dos pais Rufus Humphrey e Darla Van der Woodsen, que obviamente tiveram um passado juntos, mas ela preferiu homens mais bem providos na área financeira e agora vão passar um tempo brigando antes de ficarem juntos, que só não é ruim também porque Matthew Settle e Kelly Rutherford estão naturais, confortáveis em suas peles e podem fazer funcionar.
Fora isso, destaco apenas trilha pop, que se encaixou bem e me agradou. Mas Gossip Girl vai precisar de mais que isso para me prender a ela.

1×01- Pilot – 7 (MPV: Leighton Meester)

1×02 – The Wild Brunch – 6,5 (MPV: Meester, Rutherfor, Settle)

Anúncios
Tags:

8 Respostas to "Gossip Girl"

Opinião parecidíssima com a minha, nem preciso falar muito mais do que já foi dito. E assim como você, espero mais, se não vai para a degola.

eu definitivamente não tenho mais o deslumbre que tinha antes por séries teens. talvez seja sinal do tempo passando, ou então pode ser orientação de pessoas como Cavs e Anderson, que me fizeram conhecer séries como house e battlestar galactica(série está que me pergunto por que você ainda não baixou), mas enfim, gossip girl(primeiro episódio) foi tudo que ja vimos antes, foi bom? sim, poderia ser melhor? absolutamente sim. talvez esse seja o ponto positivo de assistir a série, ficamos esperando que ela melhore.

bom, seja bem vindo a esse mundo de séries de TV. se cuida, bjux!

Eu já baixei BSG, eu só ainda não arranjei tempo pra ver. Assim como Dexter, que eu parei no episódio 4. E Damages que está no episódio três e muitas outras coisas que eu nem lembro que tenho no meu HD.

Oi Thata.

O blog ficou ótimo. Eu gostei muito do episódio piloto, mas a qualidade do 2ª já caiu consideravelmente. Como o Vidoni disse, ou melhora ou já era.

Bem-vinda, Thata!

Depois de Veronica Mars, séries teen pra mim nunca mais. Até de Smallville eu desisti, hehe.

Muito legal seu blog…mas o que é MPV???

O piloto realmente poderia ter sido bem melhor…O segundo episódio já deu uma melhorada, foi mais leve, engraçado. Eu acho que me tornei muito exigente com determinadas séries, principalmente com a teens, depois de ter assistido Veronica Mars, Friday Night Lights, Skins…Espero uma qualidade boa, com textos e tramas interessantes, senão…dança.

Carol, MPV literalmente significa Most Valuable Player que é usado nos esportes, mas adaptado ao mundo das séries significa é usado pra apontar quem estava melhor em cena.

Mano, acho que depois de tantas séries teen, está todo mundo esperando algo novo. Talvez se GG tivesse estreado há alguns anos atrás nós gotássemos muito mais dela.

Cavs, de Smallville eu também já desisti. E acho que o único motivo pelo qual eu ainda insisto em séries teens é porque sou uma, rsrs.

Eric, obrigada. E concordo. Se a cada eposódio ela for decaindo na mesma proporção, periga tornar-se muito ruim.

Bjs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Comentários

luiz augusto em The Day of the Triffids
karina em Much I Do About Nothing…
andreia em Eles estão voltando…

Blog Stats

  • 172,286 hits

Todas as atualizações do seu blog favorito

Me Adicione no Technorati

Add to Technorati Favorites
%d blogueiros gostam disto: