Séries Addict

The Blair Bitch Project

Posted on: abril 24, 2008

Finalmente GG está de volta e com um episódio de arrasar. Pegando de onde o décimo terceiro parou, The Blair Bitch Project mostra Jenny se virando de todas as formas possíveis agora que entrou no círculo das populares, Blair tentando retomar seu trono e a convivência das famílias Van Der Woodsen e Bass, agora sob o mesmo teto.
Começando pelos últimos… De perto, contrariando o dito popular, até que eles são bem melhores. Apesar de Serena ter passado o episódio inteiro acusando Chuck de lhe enviar presentinhos constrangedores, quem leu notícias relacionadas a série durante o hiatus já deveria saber que quem estava perseguindo S era Georgina Sparks. A personagem, que vai ser vivida por Michelle Trachtenberg, deve entrar na série no episódio seguinte, e sinceramente, eu espero que ela faça mais do que provocar. Eric apareceu bem mais do que de costume, e eu gosto cada vez mais do Connor Paolo, apesar de continuar odiando seu cabelo. Foi muito legal vê-lo com Chuck, como irmãos. Também foi interessante ver que Bart e Lily sempre desconfiam antes de seus próprios filhos, conhecendo bem do que são capazes, mas eu não gostei de ver ressurgindo o lado mais fútil da Mamãe Van Der Woodsen. Poxa, achei que tínhamos todos entrado em um acordo que Lily é um ser humano mais complexo do que aquilo, com sentimentos contraditórios e tudo o mais. Sinto muito ver que parece que agora que a trama com Rufus não existe mais, eles não conseguiram vir com algo bom pra dar dimensão a ela. Se quisessem uma dica, eu diria para aprofundar no relacionamento dela com Bart, numa trama que possibilite o crescimento de ambas as personagens.
Mudando de núcleo, eu tenho que dizer (e não me lembro se já disse, portanto me perdoem se já não for nenhuma novidade), mas eu detesto a Jenny. Ela é a única personagem de GG de quem eu realmente não gosto agora que Serena parou de fazer o papel de pobre menina rica. Eu odeio personagens, como Jenny e Marissa de The O.C. que tem umas traminhas bestas e nós devemos acreditar que elas tem uma vida tão sofrida. Antes que me joguem pedras e venham falar de como é difícil ser rejeitado na escola, eu aviso que já passei pela experiência, mais de uma vez, e muito mais. Então sim, acho que Jenny é fútil, não tem limites e o quê mais me irrita, adora o papel de vítima.
Já o que eu gosto em Blair, é que ela se assume como bitch. Quando ela se compromete a fazer a próxima coisa duvidável, ela assume que é duvidável. E ela ama Nate de verdade, gosta muito da Serena apesar das brigas, tem algum respeito por sua babá Dorota e almeja ir pra Yale. Além de ser popular, o que Jenny quer da vida dela? Não que eu ache que ela tenha que ter tudo traçado aos quinze anos, mas é meio patético quando sua maior ambição é estar por cima da cena social da sua escola de ensino médio.
Agora que minha antipatia por Jenny foi explicada de uma maneira que soou até meio patológica (juro que sei que ela não é uma pessoa de verdade), tenho que dizer que adoro as meninas novas da série. Penelope e Hazel, interpretadas respectivamente por Amanda Setton e Dreama Walker. As duas conseguem ser tudo de ruim, as vilãs perfeitas pra infernizar e apimentar GG. Espero que elas não deixem o programa nem tão cedo. Emma Demar também faz um bom trabalho como Elise, que nesse episódio já parece ter sofrido um upgrade do episódio passado, no final do qual era maltratada pelas meninas.
No final, Blair quase consegue seu trono de volta, mas Jenny, depois de roubar um vestido e ser pega, consegue virar o jogo se aproveitando de Nate. Mas eu tenho fé que minha querida Blair vencerá a guerra.

Anúncios

3 Respostas to "The Blair Bitch Project"

Oi Thais, Nossa quanto tempo!!

~ Nossa esse episodios de GG eu gosteii muito! Até dos dos personagens que eu não curtia antes do retorno da serie eu comecei a gostar: Blair e CHUCK!

Serena estava linda! E Jenny estava mais que insuportavel!!!

Nao vejo a hora de chegar logo o 1.15 para finalmente conhecermos a tal Georgina… Tu viu a PROMO que massa??

Passa lah tb!

bom

gostei mto desse episodio
acho q gossip girl é meu prazer culposo
a série em si é superficial, mas tem umas coisas bacanas
ate perguntei no twitter se josh schwarts ainda tava produzindo a série, porque ao contrário de the oc e chuck, gossip girl caminha e tem fugido de alguns clichês, como na hora q Jenny pede o dinheiro emprestado a Nate, na cabeça veio na hora q ele iria emprestar a grana, apesar de eu n saber como.
alias, nate ainda tem sido o bobão,
agora aquele final foi sensacional
primeiro a familia expulsando chuck
depois serena indo ate o quarto dele pedir desculpas
e pela reação de chuck
essa tal de G q ta voltando, parece n ser coisa boa pra nenhum deles
e gostei da pequena Jenny dando o troco
isso mostra q ela n tem nada de boba
e gostei de sua analise de jenny e blair
excelente review

Como eu adoro esta série! A cena final foi um espetáculo, acompanhada daquela trilha sonora no fundo, foi um show a parte.
Gostei muito deste episódio, e acho que o drama está seguindo um bom rumo, citando por exemplo a evolução do personagem da Jenny.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Comentários

luiz augusto em The Day of the Triffids
karina em Much I Do About Nothing…
andreia em Eles estão voltando…

Blog Stats

  • 173,207 hits

Todas as atualizações do seu blog favorito

Me Adicione no Technorati

Add to Technorati Favorites
%d blogueiros gostam disto: