Séries Addict

Adeus, Alexx.

Posted on: maio 8, 2008

Quando a saída de Khandi Alexander do elenco de CSI Miami foi anunciada, eu não esperava que fosse acontecer tão cedo. Obviamente que ao ler a sinopse de Rock and a Hard Place, eu imaginei que as coisas começariam aqui. Mas não antecipei, que aqui elas também terminariam, um tanto precocemente na minha opinião. Porém, combinemos, o apego é natural. Alexx Woods está em CSI Miami há seis temporadas. Seja nos episódios inéditos ou nas reprises, sintonizar na ensolarada Flórida de Horatio Caine era também uma garantia de ver Alexx. E então depois de quarenta minutos, não é mais.
Rock and a Hard Place nem foi tão bom episódio. Não me deixou tensa, nem ansiosa, nem foi um episódio para relaxar e se divertir. O roteiro pouco teve de original e bateu na porta de velhos clichês e a direção e atuação não acertaram o ponto principal desse episódio, que era nos fazer temer por Bryan Woods. E o drama de Alexx como mãe foi mais pelas reações do roteiro do que pela química que Khandi estabeleceu com o ator que vivia seu filho. Ela simplesmente inexistiu, e apesar de eu nunca ter sido fã da atriz, tenho que dizer seu trabalho de atuação pareceu maravilhoso frente ao inexpressivo Harrison Knight. É uma pena, depois de Stephanie Niznik e John Scheiner, e Chad Donella e Collins Pennie, achei que a série tivesse superado seu problema com péssimos atores convidados.
Mas apesar de boa parte do episódio ter sido um desperdício, qual fã da série que não ficou com o coração apertado nos últimos minutos? Do segundo em que Alexx diz a Horatio que vai deixar o trabalho para cuidar de sua família, até seu abraço em seus colegas, foi novelinha (o quê não é em CSI Miami?), mas foi comovente. Confesso que quando Sara saiu de CSI, eu pensei: tá, nunca gostei dela, mas agora me dou conta de que sentirei sua falta. Não senti. Possivelmente, acontecerá o mesmo com Khandi Alexander. Ainda assim, é triste quando uma série vai se desintegrando aos poucos.
CSI Miami agora tem apenas três dos atores regulares da sua temporada original: Caruso (que hoje em dia é tão bom quanto nada), Emily Procter e Adam Rodriguez. A série sempre teve muitos altos e baixos. Eu a abandonei, voltei, abandonei de novo, voltei de novo. Falei mal, mais ou menos, elogiei. Até me arrisco a dizer que já tornou-se um guilty pleasure. Mas CSI Miami fez uma longa jornada até aqui, sobreviveu e ainda conseguiu ser um dos shows mais queridos no planeta. Muitas vezes eu sentei na frente da TV procurando uma hora de descontração, e a série me satisfez. Ás vezes fez muito mais. Khandi pode até não deixar saudades, mas deixou, junto com a série, a sua marca. Isso não pode ser apagado.
A temporada tem agora mais dois episódios até o seu fim e eu não tenho idéia do que esperar (não li spoilers! Yeeh). Mas as season finale de CSI Miami são, via de regra, eletrizantes. Eu mal posso esperar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Comentários

luiz augusto em The Day of the Triffids
karina em Much I Do About Nothing…
andreia em Eles estão voltando…

Blog Stats

  • 175,738 hits

Todas as atualizações do seu blog favorito

Me Adicione no Technorati

Add to Technorati Favorites
%d blogueiros gostam disto: