Séries Addict

Woman on the Verge

Posted on: maio 15, 2008

Eu achei esse episódio de Gossip Girl um tanto decepcionante. Quando acabou, eu perguntei: mas, já? E depois de uma reflexão cuidadosa, esse parece ter sido parte do problema do episódio. O ritmo. Havia tanta coisa acontecendo, Serena explicando sua revelação do último episódio, Dan se irritando e terminando com ela, Lily descobrindo o retorno da filha aos velhos hábitos, que eu não tive tempo para absorver o impacto de nenhuma dessas coisas. Uma pena, porquê com uma trama dessas, esse episódio deveria justamente nos fazer sentir (me senti parte da cúpula de marketing da Warner agora).
Comecemos pela resolução do segredo bombástico de Serena, que não tinha nada de tão bombástico. Serena estava com um cara, ele cheirou a própria a cocaína, que ela empurrou para cima dele para ver se ele saía de cima dela. Ele tem uma overdose, morre e S fica se culpando para sempre. Fim. Se pensarmos bem, a consciência culpada da loira nem é tão despropositada, mas a trama simplesmente não teve impacto nenhum. Eles criaram um plot pesado, e se enrolaram completamente para sair dele, exatamente como eu imaginava.
Em um ponto do episódio, Serena justifica não contar a verdade a Dan por ele colocá-la num pedestal. É uma observação sagaz, mas é bom tentarmos vermos além. Serena também coloca Dan num pedestal e mais importante ainda, a série coloca os dois num pedestal. Ficam tentando fazer dos dois esse casal perfeito e icônico, e ao mesmo tempo criar algum tipo de drama em torno deles e simplesmente não funciona. Para começar, Penn e Blake nem tem tanta química assim para serem O casal (irônico, considerando que estão juntos na vida real). Segundo, que a tentativa de força-los a tornarem-se um novo Ryan e Marissa ou Ephram e Amy os torna absolutamente insuportáveis.
As cenas de Dan praticamente perseguindo Serena nesse episódio foram quase patéticas. Além de um bom desperdício de tempo que Woman on the Verge já não tinha. E para completar, colocar Georgina e Dan juntos foi suicídio. Não importa o quanto o Dan estivesse desapontado, ele é totalmente obcecado por Serena! Eu li um pouco dos livros, e neles eu até que gostava do casal. Lá, Dan já era essa “mosca de padaria”, mas isso era justificado pela própria personalidade dele, intensa demais. Serena, não tendo essa pose de pobre coitada, era bem mais divertida. Mas os dois eram muito solitários. O relacionamento deles era extremamente interessante!! Então eu simplesmente não entendo porquê sair completamente da história estabelecida, enfiar algumas reviravoltas fracas aqui e acolá, se no final o relacionamento parece ter a profundidade de um pires.
Para a minha salvação, eles conseguiram fazer um trabalho razoável com Lily e Rufus (apesar de não chegar aos pés dos inesquecíveis Kirsten e Sandy Cohen). Lily diz a Serena que quando algo está no seu caminho, você tem duas escolhas: colidir com o obstáculo ou dar a volta, mas tem que fazer um dos dois para seguir em frente. Novamente, uma ótima escolha de palavras, pois essa é exatamente a situação de Lily nessa primeira temporada toda. A mamãe Van Der Woodsen está há anos com o amor que sente por Rufus em seu caminho, e não consegue seguir em frente. Simplesmente ficou estagnada, e passou por casamento após casamento sem amor, se privando do resto da jornada, incluindo sua carreira fotográfica. No final, aqui, ela escolhe a colisão. O que está além, só o tempo dirá.
E Lily, sendo destaque de novo, também aproveitou para resolver seus problemas com Serena. Assim como aconteceu com Eric, primeiro ela agiu sem pensar, ainda no calor do choque. Depois ela voltou atrás, e conseguiu se entender com S e a ajudou. Eu acho que essa é sempre uma parte válida de GG, ou de qualquer outra série teen, porquê ricos ou pobres, populares ou não, bonitos ou feios, bem-sucedidos ou fracassados, todos temos altos e baixos com nossos pais. E às vezes não queremos falar com eles sobre algo, porquê temos medo de decepcioná-los, mesmo quando o simples ato de nossa mãe ou pai estender a mão para nos ajudar pode nos tirar do precipício.
Outra coisa frustrante sobre esse episódio é que os roteiristas nos provocaram e não entregaram. Juntaram Chuck, Nate e Blair, se divertiram com algumas piadinhas e diálogos, e sequer fecharam o episódio com aquilo que todos nós esperávamos (ou foi só eu?): a batalha real. Eu queria ver o trio acabando com a raça da Georgina. O grande problema de Gossip Girl, aqui e em alguns outros momentos, é que eles não escolhem a colisão. Eles optam por reajustar-se e dar a volta. Esporadicamente, funciona. Mas convenhamos, eles falham muito, e fica simplesmente parecendo covardia. Colidam, meus caros roteiristas. Colidam.

Anúncios

2 Respostas to "Woman on the Verge"

bom thata

ja desabafei ontem contigo e então vc sabe o quanto a série me desapontou. ok! eu sei q fui ingenuo, acreditar que Gossip Girl iria manter o plot que criou no ep passado foi viajem minha, mas a série fez uma sequencia de bons eps, acho que do 08 ao 16, e bom, eu que no inicio criticava ela, tinha me iludido com os bons episodios.

Dan e Serena – bela observação essa sua, os 2 parecem esta mais juntos pq um acha o outro a melhor coisa que há no planeta. o que me irritou profundamente nesse ep, foi como um amigo me falou, mostraram o video dela na epoca de poha louca, e ela era a vitima? pow, n transou, n cheirou, enfim, parecia a mesma Serena de agora. e ate entendo ela se culpar por ter deixado o cara lá, mas a familia do cara perdoar ela? sério, pra que criar uma trama dessa pra resolver assim? e esse Beijo de Dan em Georgina, lembrando q eps passados, ele deu fora em Vanessa que ele chegou a ser apaixonado, foi mto, mas mto forçado mesmo.

e eu também passei o episodio todo esperando por principalmente chuck e blair contra Georgina, e eles nos deram sim motivo pra acreditar nisso, como aquela cara de Blair pra chuck dizendo onde Georgina estava. mas se isso acontecesse, a mascara dela cairia e Dan n a beijaria. lamentavel

Eu ainda não vi, mas achei que a série melhorou muito depois da greve…

Mas pelo jeito, parece que foi só por alguns poucos episódios. Quero ver como eles vão fazer na próxima temporada, porque a carta da gravidez já foi usada, do amiga pobre que rouba a amiga rica, a primeira vez num relacionamento…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Comentários

luiz augusto em The Day of the Triffids
karina em Much I Do About Nothing…
andreia em Eles estão voltando…

Blog Stats

  • 174,290 hits

Todas as atualizações do seu blog favorito

Me Adicione no Technorati

Add to Technorati Favorites
%d blogueiros gostam disto: