Séries Addict

Gossip Girl – 2×10 – Bonfire of Vanity

Posted on: novembro 12, 2008

O quê está acontecendo com Gossip Girl? De repente, todos os personagens estão adquirindo consciências e vendo que ser bonzinho é muito mais válido? E que nome mais clichê, Fogueira da Vaidade, para um episódio que trata de adolescentes percebendo que o mundo não gira em torno do seu umbigo, colocando a si mesmos de lado e fazendo o melhor para o próximo. Dan ganhou uma trama ridícula que só serviu para que não tenhamos mais que ver Bart Bass tratando o próprio filho como lixo completo sem motivo aparente, o quê, convenhamos, era mais ridículo ainda. Dan, depois de perceber que tinha que ser um pouco menos cheio de moral (nada contra a ética, mas Dan era o personagem que eles tentavam tornar tão correto, que ele se tornou um insuportável que julgava todo mundo), entrega a estória sobre Chuck para conseguir uma recomendação para Yale. E com ela, chama a atenção do editor da New York Magazine. Primeiro ele usou as pessoas que conhecia, depois foi usado por causa das pessoas que conhecia. Que ele iria ouvir seu pai e preferir ficar com seus valores ao invés da oportunidade de carreira como escritor era óbvio. Surpreendente foi ver Bart Bass caindo com aquela facilidade na armadilha de Dan. E o quê mais me irrita é que eles criam uma história dessas e desperdiçam completamente o potencial dela. Bart forjou um incêndio, foi responsável pela morte de um homem. A questão ética não deveria ser se Dan deveria ou não escrever um artigo que poderia arruinar os Van Der Woodsen/Bass.
Já um dos momentos mais aguardados por mim, o aparecimento de Cyrus Rose, foi completamente decepcionante. Cyrus era para ser repulsivo, e terminou como esquisito e feio, mas adorável. E com Blair fazendo a coisa certa de novo. Enquanto isso, o filho de Cyrus, Aaron, prova-se um par ainda mais inadequado para Serena. Os dois estão protagonizando o romance mais sem sal ever. E olha que isso é uma marca e tanto considerando os padrões de Gossip Girl. As amigas de Blair apareceram, mas também não fizeram nada demais.
A única parte excitante do episódio foi a de Jenny. Quando lembro da Little J do piloto, mal consigo acreditar em como a personagem cresceu. E a estória dela está andando para frente, e está com tudo. Como já se era de esperar, as coisas não ficaram tranqüilas nem por um minuto. Agnes é um furacão temperamental, e quase levou Jenny para o fundo do poço. Mas mesmo com seus vestidos queimados, os pais se recusando a assinar a autorização que ela precisa para a trabalhar e sem nenhum lugar para viver, Jenny segue em frente, tentando tudo o quê pode. Quem vai ficar de coração partido é o Rufus, quando descobrir que ela pediu a emancipação. Eu só quero ver o quão longe ela vai dessa vez. Será que ela vai sair vencendo pelo menos um pouquinho, ou vai ser obrigada a colocar o rabo entre as pernas e fazer uma saída estratégica como na temporada passada? Eu espero que não. Eu realmente estou gostando desse novo caminho na vida dela.

Anúncios

1 Response to "Gossip Girl – 2×10 – Bonfire of Vanity"

faço das suas palavras, as minhas.

sabe, quando vejo episódios como esses de Gossip Girl eu lembro porque abandonei a série no inicio da temporada. Na temporada anterior tivemos essa “assassinato” que Serena cometeu que acabou com até a familia da vitima perdoando ela, fala sério ne? e temos esse episodio, eu até entendo Dan, eu também costumo ser etico mais do que a maioria, mas foi como vc disse, ele n descobriu que Bart tinha uma amante e sim que ele matou alguem, e simplesmente esquece isso? Rufus pede para o filho n acabar com a vida do marido de Lilly, mas n se preocupa com o fato dele ter matado alguem? pow, que pelo menos o personagem passasse alguns eps em conflito sem saber que decisão tomou. Outra coisa é o relacionamento Chuck e Bass, eu imaginaria que isto se resolveria, mas assim? é o que costumo falar de Josh Schwartz, nem sei o quão ele é responsável por essa série, mas era a mesma coisa com the oc.
esse cara que arranjaram para Serena é ridiculo, nunca vi um ator tão ruim.
e pow, era niver de 18 anos de Blair, era de se esperar um evento grande, e que acabou com ela aceitando o namorado de sua mae. ate gostei da série trabalhar isso, o fato do cara ser feio não é um defeito por assim dizer, ja que beleza e feiura depende do ponto de vista de cada pessoa, so achei que tudo bem que blair gostou dele, mas ela vive num mundo de aparencias e tem apenas 18 anos, sei la, era algo que poderia ter sido trabalhado melhor.

concordo contigo, a unica trama que parece que evoluiu e nos deixa com a sensação de que nao sabemos o que vai acontecer é a de jenny, realmente n sei ate onde ela vai, e pior, o que acontecerá com ela. pena que com o resto dos personagens, seja historias boas com finais rapidos e bobos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Comentários

luiz augusto em The Day of the Triffids
karina em Much I Do About Nothing…
andreia em Eles estão voltando…

Blog Stats

  • 174,825 hits

Todas as atualizações do seu blog favorito

Me Adicione no Technorati

Add to Technorati Favorites
%d blogueiros gostam disto: