Séries Addict

Grey’s Anatomy – 5×11 – Wish You Were Here

Posted on: janeiro 14, 2009

Com esse episódio de Grey’s eu volto a ficar empolgada com a série. A verdade é que o meu relacionamento com a série de Shonda anda igual ao relacionamento da Christina com o Owen nesse episódio, um tapa e um beijo, ou como a própria Christina e Katy Perry colocam, hot and cold. Não vou dizer que foi um episódio primoroso, do nível da segunda temporada, mas certamente foi m episódio com um nível acima da média da temporada atual. O quê aconteceu é que aquilo que eu sempre prezei em Grey’s Anatomy, a ótima capacidade de misturar drama e comédia, de rir do dramático e se sentir deprimido com uma piada ou uma ironia, esteve muito presente.
E os maiores responsáveis por isso são Sloan e Callie. Os dois são os melhores personagens dessa quinta temporada desde o começo, mas eles só continuam a impressionar. A química de Eric Dane e Sara Ramirez é incrível e a amizade meio colorida deles é de longe (muito, muito longe) o relacionamento mais interessante da série atualmente. O quê foi os dois tentando o programa de um passo (que Sloan teve que escrever e ainda assim falhou!!)? Só espero que toda a coisa com Lexie (de quem eu continuo não gostando) e Sadie (de quem eu gosto menos ainda) não vá estragar as ótimas tramas que os dois tem tido com Shonda criando alguma coisa melosa, tipo Meredith e Derek, para os únicos personagens que ainda transpiram pura personalidade. Porquê eu só engoli Mark Sloan apaixonado antes porquê foi pela Addison. E não preciso falar mais nada, né? Era A Addie (só para caso alguém ainda não saiba que eu considero a saída de Kate Walsh para ir para o spin-off o maior erro de Shonda, bom, agora vocês sabem).
O caso médico de Bailey envolvendo um garoto e o médico que morre, e a médica substituta também foi legal. Só queria que tivesse um pouco mais de medicina envolvida. Eu gostei da nova médica, Arizona, interpretada por Jessica Capshaw, e gostei da relação que Karev desenvolveu com o garoto. E achei o discurso do Chief ótimo. Sim, ele falhou. Não consegue nem manter médicos brilhantes nem contratar novos médicos brilhantes quanto os antigos. E isso me parece, novamente, uma maneira da Shonda dizer que sabe que falhou. Alguns atores tiveram que sair mesmo (provavelmente não teria como manter Isaiah Washington na série depois da confusão que ele armou), mas Kate Walsh, Jeffrey Dean Morgan, Elizabeth Reeser (além da Brooke Smith, cuja demissão ainda é um mistério, afinal, estamos com uma trama lésbica na série novamente) saíram porquê foram tomadas decisões que na época pareciam favoráveis a narrativa. Mas depois, com o arrependimento, vieram as tentativas de tapar o sol com a peneira com burradas, a pior de todas sendo o retorno de Denny como um fantasma com quem Izzie tem relações sexuais.
E é claro, que se eu for analisar friamente as tramas, esse episódio não foi tão bom assim. Christina e Owen prometiam, mas até agora são apenas um casal irritante que como eu disse lá em cima, uma hora estão hot, na outra estão cold. A briga de Yang e Meredith é outra que podia render muito mais do quê as duas implicando como duas crianças chatas. E apesar de eu ter adorado cada segundo do Eric Stoltz, o personagem dele, nada menos do quê um serial killer, também foi aprofundado e aproveitado como poderia. Mas é aquela coisa, pegue uma estória que não é muito boa, jogue uma direção afiada em cima e você consegue enganar o espectador. E Wish You Were Here é um desses episódios que apesar de não sobreviver muito bem a uma reflexão, foi muito gostoso de assistir.

Anúncios

2 Respostas to "Grey’s Anatomy – 5×11 – Wish You Were Here"

Thais, concordo com tudo dito sobre Callie e Sloan. Estou amando os dois também e longe eles são o melhor casal da série.

Não gostei muita de briga da Mer e da Christina, e também do relacionamente Christina e médico de traumas. Sem graça e proposito (pelo menos até agora)

Esse epi fez jus à música que lhe nomeia, pelo menos. Callie e Sloan e sua coisa de ‘amigos com benefícios” (“amizade colorida”, chame como quiser, a porcaria da tradução do 4×24 de Cold Case entrou na minha mente).

Agora, Christina e Mer brigadas… Muito tosco. Poderiam fazer disso algo melhor, mas não, tia Shonda se limitou aos pitis emocionais das duas.

McDreamy precisa URGENTEMENTE de um curço de dança a la “My Wife and Kids”. Qualquer coisa. Nada a ver o ritmo da música que estava tocando com aquela dançinha ridícula dele.

O melhor foi Christina citando Katy Perry não-intencionalmente… Comecei a cantar a música na hora, involuntariamente. Meus neurônios ligaram uma coisa à outra sem perceber, bacana.

O one-step program foi… Ah, já falei né? Callie e Sloane, super cool!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Comentários

luiz augusto em The Day of the Triffids
karina em Much I Do About Nothing…
andreia em Eles estão voltando…

Blog Stats

  • 172,325 hits

Todas as atualizações do seu blog favorito

Me Adicione no Technorati

Add to Technorati Favorites
%d blogueiros gostam disto: