Séries Addict

Grey’s Anatomy – 5×15 – Before and After e Private Practice – 2×16 – Ex Life

Posted on: fevereiro 15, 2009

Após assistir esse crossover, eu fiquei pensando que ao invés da série que se passa em Los Angeles, Shonda Rhimes deveria ter feito um spin-off sobre a vida de Addison. Não é apenas porquê eu amo a personagem, mas porquê toda vez que suas histórias do passado vem à superfície, eu fico encantada. Eu realmente queria ver sua vida crescendo na milionária família Forbes Montgomery, seus primeiros anos como pupila do Chief, a deterioração de seu casamento com Derek e seu envolvimento com Mark, mas acima de tudo, eu queria ver seus tempos de faculdade. Porquê depois de assistir Derek, Mark, Archer, Sam, Naomi e Addie juntos, com o toda o clima de intimidade e camaragem que existe ali, suas piadas, brigas e afeto um pelo outro, é impossível não querer mergulhar de cabeça na vida passada deles e ver em primeira mão como eles se tornaram o quê são.
A química do grupo foi o principal ingrediente de sucesso desse crossover. E exatamente como eu imaginei a presença de Addison e seus amigos produziu um dos melhores episódios da temporada. O caso de Archer, sendo ainda mais delicado do quê parecia inicialmente, aumentou a tensão ao ponto de eu mal conseguir respirar, especialmente na cena da cirurgia. E a atuação maravilhosa de Kate Walsh foi um fator de peso. Ela manifestou de maneira sublime todo o desespero e impotência que sua personagem estava sentindo, sua fé e esperança, seu desconforto em relação a Meredith ficar escutando a música que Derek compôs para ela quando eles se casaram e seu carinho discreto pelas pessoas que ela deixou para trás no Seattle Grace.
A direção do experimente Daniel Attias se provou exata, mesclando muito bem drama e comédia, e dividindo bem o tempo de tela da trama do crossover com as tramas paralelas dando o ritmo adequado a cada uma delas. A competição que Izzie organizou foi leve e divertida. E foi a maneira encontrada para nos mostrar o quão incompetente era Sadie e justificar sua saída da série. Apesar de ser uma coisa nova e repentina (ela sempre pareceu louca, mas só na semana passada começou a dar sinais claros de não saber o quê estava fazendo), para mim não fez diferença já que eu nunca cheguei a me interessar pela personagem.
Também descobrimos quem é a mulher que causou o ataque de pânico de Owen no hospital no episódio passado. Apesar de eu ter torcido para Yang ganhar uma trama, essa não me agrada. É praticamente uma reprise do quê aconteceu com Meredith e Derek, com Addison chegando repentinamente ao hospital no fim da primeira temporada. O término do relacionamento por email foi muito mais interessante quando Aaron Sorkin usou o recurso em Studio 60 (foi a maneira que Matt terminou com Harriet). E apesar de Kevin McKidd ser ótimo, eu não vejo química entre Sandra Oh e ele.

O resto dos personagens ou gravitaram em torno de Addison, ou em torno da competição. George continua a aparecer pouco; já Callie apesar de também só figurar em cena por alguns minutos, é sempre divertida e interessante. Sara Ramirez é uma ótima atriz e eu entendo o porquê dela ter ficado um pouco de lado e só a cena na capela com Addie já é suficiente para eu perdoar os escritores. Miranda fica amiga de Sam, e os dois fazem uma ótima dupla. Karev teve um momento terno com Addison, mas eu ainda quero vê-la responder a ele se está de fato feliz.
Na segunda parte do crossover, Archer está bem (apesar dele discordar e continuar causando comoção), então todas as atenções se voltam para Jen Harmon, a grávida com o aneurisma. A cirurgia que Derek faz tem complicações e Addison e ele se juntam para tentar salvar ela e o bebê. É claro que há farpas e brigas, em grande parte devido ao fato de Mark ter contado a Addison sobre o anel da mãe de Derek que ela nunca ganhou, mas que Meredith ganhará. Então os bons momentos são deixados um pouco de lado e os ressentimentos subiram à superfície. Mas eu tenho fé que ambos vão salvar a vida da paciente e do bebê no final, e que eles se entenderão e farão as pazes antes de Addison partir.
Em Los Angeles, Cooper, Violet e Pete tem que lidar com uma mãe com psicose pós-parto. A trama é até interessante, e foi muito bem escrita. Os atores estavam muito bem e eu fiquei interessada. Mas toda vez que o episódio ia para a Califórnia, eu ficava torcendo para retornarem para Seattle logo. E quando acabou, eu imediatamente amaldiçoei quinta-feira por estar tão longe. Acho que até lá, meus nervos estarão em frangalhos. E isso é um feito impressionante, pois há anos eu não fico ansiosa assim por um episódio de Grey’s.

Anúncios

1 Response to "Grey’s Anatomy – 5×15 – Before and After e Private Practice – 2×16 – Ex Life"

E olha Thais Afonso sendo conquistada pelos personagens de Private Practice! (Pelo menos pelos que estavam em Seattle, maldade torcer para câmera sair de L.A)

Gostei bastante do crossover e só tenho um contra, fui tudo muito corrido. E pensei que a Archer iria passar um século naquele hospital (como paciente), mas ele foi lá e a cirurgia impossivel, tornou-se apenas complicada e foi rapidamente feita.

Callie S2

Só eu que senti a falta da Dra. Arizona? Acho que ela não deveria ser da pediatria, já que não tem crianças em todos os casos e ai ela quase não terá “desculpas” para aparecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Comentários

luiz augusto em The Day of the Triffids
karina em Much I Do About Nothing…
andreia em Eles estão voltando…

Blog Stats

  • 174,290 hits

Todas as atualizações do seu blog favorito

Me Adicione no Technorati

Add to Technorati Favorites
%d blogueiros gostam disto: