Séries Addict

Archive for the ‘Samantha Who?’ Category

São duas séries de comédia, mas tem espaços completamente diferente no meu horário. 30 Rock é minha comédia preferida e na minha opinião, a melhor comédia no ar atualmente. Samantha Who é comédia mediana, que eu quase abandonei, mas cuja premiere eu acabei vendo. E achei extremamente fraca. Os únicos momentos bons da série continuam a ser os flashbacks, talvez a série devesse se tornar um gigantesco. A Sam é tão boazinha, tão melosa, que fica chata. No começo, sua inocência era até legal, mas já se tornou piegas. A Jean Smart no papel de Regina ainda é uma das melhores coisas do show, mas é impressão minha ou até Jennifer Esposito e sua personagem politicamente incorreta perderam a graça?
Já 30 Rock volta excelente como sempre e com uma das minhas atrizes em série de comédia favoritas, Megan Mullaly. E não é que a personagem dela não tem nada de Karen Walker? Pelo menos foi o quê eu achei. Ela interpreta Bev, simplesmente a pessoa que vai decidir se Liz vai poder adotar um bebê ou não! E o mais legal foi ver além de ver a Liz se desdobrando para sair bem na fita, o Jack tentando voltar ao seu antigo cargo. Jack para Presidente! Sério, ele sempre consegue tudo o quê quer, ainda quero vê-lo decidindo concorrer a presidente dos EUA na série. Para aturar a louca da Kathy Geiss tem que ter muito jogo de cintura. A idéia de fingir que estavam em uma cena de novela, atuando com a Liz e terminando com a Kathy gritando “Beijo” Beijo!Beijo” foi a melhor de todo o episódio. Francamente, a Tina Fey merece todos os prêmios que anda recebendo.

Este texto contém spoilers para aquelesque não acompanham a exibição americana das séries comentadas.

Desperate Housewives – 4×13 – Hello, Little Girl (MVP: Marcia Cross)

O casal gay desapareceu, o marido de Katherine foi embora e agora perdemos Orson. Tudo bem que o elenco da série estava enorme, mas eu sinto falta dos personagens (não tanto do marido de Katherine), o quê é mais do que eu poderia dizer se fossem Eva Longoria ou Teri Hatcher a abandonar Wisteria Lane. As duas são as donas de casa mais atrapalhadas, o que deveria ser charmoso, mas eu nunca fui conquistada por elas. Gaby com tentando competir com o cachorro guia do Carlos foi patético, mas como eu considero Carlos extremamente grosseiro, eu quase torci pra ele sair na rua sozinho e ser atropelado por um caminhão. O plot de Lynette foi fraco, e eu fiquei com a impressão de que eles escolheram a saída fácil. Se Tom fosse o incendiário, o que eles fariam? Eles enterraram o crime de Orson por mais de uma temporada e finalmente conseguiram fechá-la, teriam que fazer tudo de novo ou mandar o patriarca dos Scavo pra prisão. Difícil, certo? Até o aparecimento do marido de Katherine (quem diabos está enterrado no jardim dela?) não me deixou excitada, mas foi ainda assim a parte mais interessante do episódio. Só espero que eles terminem com todo o mistério logo, porquê isso já está se arrastando por tempo demais e tendo mais reviravoltas do que seria prudente.

Samantha Who – 1×13 – The Gallery Show (MVP: Christina Applegate)
Samantha e Todd tem uma relação pra lá de complicada. Como enfatizado pela abertura do episódio em que a protagonista versa sobre sinais, eles são muitos e não são claros. Especialmente porquê os dois têm uma inafável habilidade para comportarem-se de maneira idiota. Jerry O’Connel faz uma participação especial como o cara que Sam considera perfeito para fazer ciúmes em Todd, até que ela lembra-se de que ela a assaltou há três anos atrás. Uma idéia original, mas que poderia ter rendido mais. O problema da série é que os escritores tem ótimas idéias, mas nunca as exploram completamente. Está na hora de criarem as milhares de piadas que podem.

CSI Miami – 6×18 – Tunnel Vision (MVP: John Scheiner, Kaitlin Doubleday)

Esse episódio de CSI Miami não foi nem de longe tão denso quanto o passado. E o caso teve aquele toque de inacreditável, de algo elaborado demais para acontecer de verdade, sem com isso ser brilhante. O túnel desmoronando na hora exata em que os caras se aproximavam, quando a estrada parecia ser deserta, foi além do aceitável. Porém, o clima leve serve para fazer uma boa ponte entre episódios mais dramáticos (se for o caso do próximo episódio). Os atores pareciam ter aproveitado o tom, e estavam todos bem relaxados em cena. Horatio está estabelecendo um padrão nessa temporada (além de fazer justiça com as próprias mãos) de fazer procedimentos do laboratório. Há muito tempo ele não os fazia, e algumas pessoas (eu inclusa) já haviam até se esquecido de que o Tenente é, também, um cientista. É até estranho vê-lo usando o jaleco branco. Khandi Alexander apareceu pouco e contracenou com Emily Procter, como já virou costumeiro. Não é de se espantar que esteja deixando o show. Sua personagem Alexx não tem muito espaço pra crescer. Em atuação, os destaques foram os convidados (apontados acima em MVP), que conseguiram fazer de Charles e Amanda Brighton extremamente simpáticos. Eu quis muito que ambos fossem inocentes. Uma pena que um deles não era o que parecia.

30 Rock – 2×14 – Sandwich Day (MVP: Alec Baldwin)

Alguém sabe qual é a razão de Jane Krakowski ter sumido de 30 Rock? Ela fez falta e eu fiquei feliz de ver Jenna de volta (sua sugestão de que Liz tirasse sua calcinha no banheiro e entregasse a um homem foi memorável). Quem também reapareceu foi Jason Sudeikis, o ex-namorado de Liz que terminou com ela para se mudar para Cleveland, Floyd. É engraçado como os namorados de Liz acentuam todas as inseguranças. Uma grande oportunidade para Tina Fey explorar seu talento como atriz. Porém, a estrela de 30 Rock ainda é Alec Baldwin. Jack Donaghy perdido depois de ser destronado pela filha louca de Geiss e Banks (que infelizmente não reapareceu) classifica-se como o melhor do episódio, e entre os melhores momentos da temporada também. Jack tentando tirar Geiss do coma no susto contando-lhe que Hilary Clinton tornou-se presidente só não foi mais fantástico que sua derradeira nomeação como novo Diretor de gestão de crise e de condições meteorológicas da segurança interna, pela administração Bush, que segundo o próprio é um navio afundando. Quero só ver como Jack se virará nesse emprego que pra ele é pior ainda do que trabalhar numa produtora de carros americana.

Texto publicado originalmente no TeleSéries.

Este texto contém spoilers para aquelesque não acompanham a exibição americana das séries comentadas.

Samantha Who – 1×12 – Butterflies – 8 (MVP: Christina Applegate, Jennifer Esposito, Rick Hoffman)
Exibição: 21 de Abril de 2008

Butterflies foi um episódio sobre controle, e por contiguidade, a falta dele. Tentar ser uma pessoa nova pode até ser difícil porquê é preciso descobrir quais coisas estão no seu controle ou não, mas mesmo quando não se está tentando mudar todos nós testamos a água para ver até onde podemos ir. O politicamente incorreto, tão presente na série, pode ser apenas um teste de limites. Grande parte das ações que tomamos, tomamos porquê podemos. E essa é uma das grandes graças de se viver.
O episódio não foi, como nunca é pra min, hilário. Mas foi divertido. Samantha Who tem ótimos diálogos e bons atores e é assim que se mantém acima da média. Por outro lado, as externas no terreno do shopping ficaram parecendo com cenas tecnicamente inferiores de Pushing Daisies. Na minha opinião, direção de arte e figurino são pontos fracos do show.

CSI Miami – 6×17 – To Kill a Predator – 8 (MVP: Stephanie Niznik)
Exibição: 21 de Abril de 2008

Horatio Caine está no caminho para se tornar o próximo Batman. Brincadeiras a parte talvez Horatio deva considerar uma identidade secreta se ele pretende continuar brincando de justiceiro. Quando em Rio ele matou o assassino de sua esposa, acho que quase ninguém se importou. No episódio passado, quando ele assassina um homem desarmado em All In (novamente na cidade maravilhosa), houve um certo burburinho de descontentamento nos fóruns dedicados a série. Mas aqui, com o final deixando implícito que Horatio está mesmo seguindo um padrão de fazer justiça com as próprias mãos, até eu fiquei preocupada. É essa a mensagem que CSI quer passar? Que Horatio pode fazer a justiça do aqui e agora? Irônico, quando nesse episódio eles pensavam estar perseguindo um vigilante e se mostravam demasiadamente preocupados em prendê-lo.

Gossip Girl – 1×14 – The Blair Bitch Project – 9,5 (MVP: Leighton Meester)
Exibição: 21 de Abril de 2008

GG voltou do longo hiatus mas manteve o ótimo ritmo que a série adquiriu depois do episódio 10. O drama teen parece ter encontrado sua personalidade. Apesar das tramas não serem exatamente novas, elas adquiriram uma cara própria. As excelentes adições de Hazel (Dreama Walker), Penelope (Amanda Detton) e Eloise (Emma Demar), ao invés de atrapalhar, deram ainda mais charme e conteúdo ao combate Jenny x Blair, que esquenta nesse episódio. No final, foi 2×1, com Jenny vencedora, provando que está disposta a ir bem longe pra manter o posto de popular. A união dos Van der Woodsen com os Bass provou-se muito melhor do que o esperado. Todas aquelas questões de família disfuncional que ficavam dispersas pelas várias famílias do show, aparentemente se concentram agora no luxuoso apartamento do New York Palace escolhido por Lily e Bart para Lar, Doce Lar. E se os dois são o casal menos que ideal, é bom vê-los atuando como dois lados diferenciados na educação dos três adolescentes, já que tirando breves participações de Alison e Harold, os jovens do Upper East Side parecem ser criados por pais solteiros, que representam um único juiz com uma só visão de mundo. E, como bônus, não se encaixam nos estereótipos de madrasta e padrasto, o que é sempre bom ver na TV. Ao invés de favorecem seus próprios filhos, eles são os primeiro a condená-los, o quê é engraçado, mas compreensível devido ao passado de Chuck e Serena.E no final abre-se a porta para a chegada de mais uma personagem. Quem não está ansioso pra conhecer G?

Desperate Housewives – 4×12 – In Buddy’s Eyes – 8,5 (MVP: Dana Delany)
Exibição: 20 de Abril de 2008

Desde o primeiro segundo de Dana Delany na tela já ficava claro que Katherine Mayfair e Bree disputavam um mesmo lugar. Por um bom tempo o embate entre as duas perfeccionistas ficou de lado, preterido pelos mistérios passados de Katherine, mas aqui a competição entre as duas ganha lugar novamente. A esperta Katherine consegue persuadir Bree de que apesar de invadir o espaço dela, ela também a entende melhor do que ninguém, podendo portanto ser grandes amigas. Outras competições, como a entre Rick e Tom, não são tão inofensivas que possam ser resolvidas em uma conversa.
Usando a metáfora da cegueira para amarrar as pontas no final, o saldo desse episódio foi muito bom. Com ele, Desperate vem mantendo uma certa qualidade bem alta desde o hiatus. Os mistérios de Katherine parecem estar se encaminhando a passos largos para um fim, Gaby está bem menos irritante agora que Victor morreu e ela é esposa de Carlos novamente, e as demais Housewives parecem ter voltado ao seu nicho de sempre. Só me pergunto, o quê aconteceu com o casal gay?

30 Rock – 2×13 – Succession – 9 (MVP: Will Arnett, Tina Fey, Alec Baldwin)
Exibição: 24 de Abril de 2008

30 Rock é provavelmente a série com a maior quantidade de quotes brilhantes por episódio no ar atualmente. É impossível não ficar impressionado com a qualidade do roteiro de Tina Fey. Além disso, sua Liz Lemon cresceu impressionantemente e está melhor do que nunca. É sempre ótimo vê-la discutindo com sua equipe e, melhor ainda, é vê-la grudada naquele pacote de Cheetos mexicanos, com cabelo desarrumado, quase nenhuma maquiagem e moletom. As mulheres na TV sempre aparecem tão embonecadas. Mas das mulheres imperfeitas das sitcoms, Liz é provavelmente a presidente honorária e eu a adoro por isso.
Banks voltou e Geiss finalmente tomou sua decisão a respeito de seu sucessor, mas nem por um minuto eu achei que seria tão fácil pra Jack. Melhor pra o público, que vai poder ter muito mais de Will Arnett (Banks).

Esses textos fazem parte da nova coluna do TeleSéries, onde foram originalmente publicados.


Categorias

Comentários

luiz augusto em The Day of the Triffids
karina em Much I Do About Nothing…
andreia em Eles estão voltando…

Blog Stats

  • 204.261 hits

Todas as atualizações do seu blog favorito

Me Adicione no Technorati

Add to Technorati Favorites