Séries Addict

Posts Tagged ‘Catherine

The Bitches are back!!!!!!!! E Lily também. Eu sôo como uma garotinha adolescente histérica? Bom, desculpem-me, mas esse episódio de GG me deixou na beira do sofá de tanta excitação. E esse já se qualifica, na minha opinião, como o melhor episódio de Gossip Girl.
Todos nós já esperávamos que a volta à escola fosse dar início a terceira Guerra Mundial. Mas alguém esperava que Serena, a pobre garota rica, boa moça toda vida, fosse voltar aos seus anos de menina má e destronar sua melhor amiga, Blair? Nada mais é sagrado. Melhor para nós, porquê Serena má é tãaao melhor que Serena boa. Blair pode ter ficado confusa de início, mas alguém duvida que ela vá revidar com força total? E Jenny, de que lado vai ficar? Eu não acho que será no de Blair, afinal a morena não vai ficar nada contente ao descobrir que Little J é a nova queridinha de sua sempre ausente mãe. Convenhamos, até eu ficaria roxa de ódio. Is e Nelly Yuki não fizeram muita coisa, foram praticamente figuração, mas Penelope reforçou o que já tinha mostrado na temporada passada. Ela é a verdadeira encarnação de bully, com mais classe, é claro. Eu amo odiar Amanda Setton e sua personagem. Mas cadê Hazel, a loirinha do mal? E se ela voltar, de que lado vai ficar?
Enquanto Serena caía nos planos de Chuck para retorná-la a seu mau comportamento e pisar por cima de Blair, a morena mais uma vez estava envolvida com o Lorde, a Duquesa, Nate e Vanessa. Pela última vez, infelizmente. Eu sempre achei a relação de Marcus e Catherine meio estranha, cheguei a pensar que se ela gosta de adolescentes… Mas aquela obsessão dela pelo Nate me enganou. Bom, como tudo o quê bom dura pouco, Vanessa deu um flagra no Lorde perfeito de Blair nas preliminares com sua madrasta. Kinky.
Longe dessa família mais que disfuncional, tivemos a família Van Der Woodsen, agora completa com Chuck Bass (porquê Bart, aparentemente, foi promovido a figurante, para que todos nós idiotas possamos entender o quanto Lily é infeliz em seu casamento, duh). A cena do café da manhã foi ótima, a única hora que eu curto Serena boazinha é quando há cenas de momentos mãe e filha com Lily, o quê na minha opinião, nunca é demais. Principalmente se considerarmos que Lily parece ser a única mãe do show que se aproxima de amorosa e atenciosa com os filhos, e até mesmo, com seu repulsivo enteado Charles. E, é claro, eu sempre adoro vê-la com o Rufus, mesmo ele tendo dispensado daquele jeito horrível. Eu entendo o lado dele, ela está casada e do jeito que eles são loucos um pelo outro, não é bom ficar muito perto, por muito tempo. Mas ela tinha acabado de confidenciar a ele que se sente completamente sozinha e eu fiquei morrendo de pena. Lily precisa de um amigo. Deus, quem, adolescente ou adulto, não sabe como é isso? Bom, Blair, aparentemente, vai descobrir, ou redescobrir a sensação muito em breve. Talvez as duas devessem fazer companhia uma a outra.
Os Humphrey estão muito menos chatos nessa temporada ou é impressão minha? Ainda assim, eu quero ver Jenny comer o pão que o diabo amassou por ter sido tão petulante na temporada passada, e eu definitivamente não vou me importar de ver S torturando seu ex um pouquinho. Chamem de Guilty Pleasure, ou do que quiserem, mas se continuar assim, Gossip Girl tem tudo para ser uma das minhas séries favoritas da temporada.

Gossip Girl está numa escalada de qualidade e aqui ela atingiu o ponto da excelência. Numa Nova York infernal de calor e eventualmente escurecida pelo black out, Blair não apenas brilhou mais e mais, ela mostrou que infernal mesmo é ela. Com uma língua ácida e uma coragem única para honestidade, ela disparou contra a Duquesa, contra Serena e até mesmo contra seu supostamente amado Lorde. Convenhamos, todos eles mereceram.
No meio do emaranhado de tramas, Blair tinha que lidar com um Lorde perfeito que se recusava a transar com ela por respeito (será?), com Chuck que está impotente por qualquer uma que não seja ela e Nate, que continua sendo completamente rude. A minha previsão de que Nate aceitar dinheiro de Catherine viria a se provar um grande erro se concretizou, e agora ele virou um tipo de gigolô. O quê obviamente atrapalho seu romance bobo com Vanessa. Eles são um casal tão insosso, que eu havia esquecido completamente que eles haviam namorado temporada passada. E os escritores colocaram eles juntos de novo só para criar um draminha patético. Quem não sabia que Catherine iria usar a informação sobre o paradeiro do Capitão Archibald assim que ela o mencionou? Nate é um completo idiota. Catherine, por outro lado, já se tornou minha personagem adulta favorita (teremos que ver quando Lily voltar a cidade), e a segunda maior bitch do show.
Obviamente ambos o Duque e o Lorde não são muito forte na parte sexual, e a Duquesa e Blair se vêem dividindo o mesmo problema. E as duas acharam a mesma solução. Traição. Só não acho que quando a Duquesa for descoberta ela terá a mesma destreza e cara de pau de Blair, que depois de uns amassos com Chuck, ainda conseguiu manter Marcus.
Paralelamente, Jenny conseguiu não me irritar. Eu até mesmo consegui gostar dela nesse episódio, o quê é um verdadeiro milagre. Eu realmente fiquei feliz por ela trabalhando diretamente com Eleanor Waldorf. Já Dan e Serena tiveram mais um rompimento dos mais desinteressantes. O único ponto forte de toda a trama foram algumas piadinhas por parte de Dan, e as menininhas leitoras da Gossip Girl metendo o nariz onde não foram chamadas. O quê realmente não é muito, considerando que na trama principal, os diálogos de Blair foram muito melhores.
Semana que vem eles estão de volta à escola, para seu último ano, as inscrições na faculdade, as fofocas, as amigas em quem não se pode confiar e muita intriga. Eu mal posso esperar.

PS: Eu amei a saia da Blair. Quero, quero, quero!!


Categorias

Comentários

luiz augusto em The Day of the Triffids
karina em Much I Do About Nothing…
andreia em Eles estão voltando…

Blog Stats

  • 199.024 hits

Todas as atualizações do seu blog favorito

Me Adicione no Technorati

Add to Technorati Favorites