Séries Addict

Posts Tagged ‘Grant Show

É irônico que esse episódio de Private Practice se chame Acceptance, porquê eu particularmente nunca aceitei a série e a mudança de uma das minhas personagens preferidas de Grey’s Anatomy, Addison, para Los Angeles. Assisti metade da primeira temporada, forçosamente, por causa da Kate Walsh, mas então finalmente joguei a toalha e me contentei em torcer para quê a audiência fosse baixa, o projeto fosse cancelado e Addison reassumisse seu lugar como Obstreta-Chefe do Seattle Grace, protegida do Chief, ex-mulher/amiga do Derek, e assim por diante. Maldade, eu sei.
Eu ainda não consigo gostar dos coadjuvantes de Private, e o clima geral da série também não me conquistou, mas pelo menos parei de torcer contra. E esse crossover obviamente não foi uma recompensa pelo fim da minha atitude negativa, mas eu me sinto presenteada. E até me esforcei e assisti alguns episódios de Private Practice para me inteirar do quê estaria acontecendo.
O importante aqui era conhecer Archer, o irmão mais velho de Addison que vai para Los Angeles atrás dela e consegue espantar seu namorado policial em cinco minutos (foi só mencionar os 25 milhões no fundo de poupança da Addie e o tal do Kevin quase correu para a porta). E então ele se envolve com a melhor amiga de Addie, Naomi. E logo depois descobrimos que ele tem parasitas dentro do cérebro, ao invés do tumor inoperável que ele achava que tinha. E removê-los será uma trabalho para Derek, é claro.
E para mim, a presença Grant Show como Archer Montgomery ajudou muito a melhorar a série. Eu realmente não consigo empatizar com os demais coajuvantes, então se você consegue, ignore minha opinião, mas ele salvou esse episódio para mim. A relação dele e de Addie, o desespero dela perante a doença dele, as brigas dos dois, tudo funcionou e no fim, eu realmente gostei de um episódio de Private pela primeira vez.
A trama da menininha que era abandonada pelos pais foi brilhante e a storyline da gravidez realmente é muito boa, e tem umas complicações muito bem conduzidas, mas o problema é, se o roteiro é tão legal (e é), por que eu não sinto nada quando vejo? Vou recorrer a um dos clichês mais recorrentes desde que a Warner fez aqueles comerciais bregas, mas Private Practice não me faz sentir.
E enquanto a trama do crossover começava a se desenvolver em PP, em Grey’s Anatomy os cirurgiões retornam com um episódio abaixo de Stairway to Heaven, mas ainda assim conseguiu manter um nível satisfatório de qualidade. A verdade é que o episódio foi bom, mas foi um filler, porquê nada realmente aconteceu.
A evolução, mínima, aconteceu com a sempre ótima Miranda e com Callie, a Doutora Arizona sendo coadjuvante das duas storylines. E uma ótima coadjuvante. Bailey, depois de tirar três dias de folga por causa do caso Jackson, volta com a promessa de um cargo como atendente assim que terminar sua residência, mas é jogada em mais um caso de uma criança com um problema possivelmente fatal, ficando desestabilizada. Chandra demonstrou muito bem os sentimentos de insegurança e dúvida de sua personagem, e sua epifania em descobrir que ela pode pertencer de fato à Cirugia Pediátrica.
E Arizona, que ajudou Bailey a ter certeza da decisão, mais tarde vai consolar e ajudar Callie, que passou o episódio inteiro sofrendo com sua solidão e com o fato de Lexiepedia e Sloan a ficarem usando como confidente de seus problemas amorosos sem graça. Quando fica óbvio que ela também é lésbica, eu não curti de cara. Sei que ela e Callie juntas promete ser um envolvimento ótimo, aliás, tem tudo para ser melhor ainda que foi com Erica Hahn. Mas contando com ela, já são quatro lésbicas/bissexuais em Grey’s (porquê a Sadie também parece ser) e eu fico me perguntando quando a série se tornou The L Word.
Eu adoro o Sloan e até gostei de seu envolvimento com a Lexie a princípio, mas além de ter dificuldades em enxergar que eles possam estar apaixonados, todo esse drama vazio em torno de não poderem ficar juntos lembra muito Derek e Meredith em suas fases ruins. Graças a Deus são águas passadas e Derek quase pediu a mão de Mer em casamento, mas Addison ligou bem na hora e ele teve que cancelar o grande evento romântico.
O próximo episódio promete, e eu estou tão ansiosa que acho que quero vê-lo mais do quero ver qualquer outra coisa (e olha que estou na expextativa por muitas séries essa semana).

Anúncios

Categorias

Comentários

luiz augusto em The Day of the Triffids
karina em Much I Do About Nothing…
andreia em Eles estão voltando…

Blog Stats

  • 186.129 hits

Todas as atualizações do seu blog favorito

Me Adicione no Technorati

Add to Technorati Favorites
Anúncios