Séries Addict

Posts Tagged ‘Normal

Esse texto contém Spoilers para quem não está acompanhando a série de acordo com a exibição americana.

Brothers in Arms falou de um serial killer que estava focando-se em policiais, deixando toda a população apavorada. Mesmo assim, a presença da BAU não foi bem-vinda. O perfil do suspeito era até bom, o episódio foi todo bem feitinho e Derek fez bonito mostrando que entendia os policiais e se importava, mas eu passei o episódio inteiro me perguntando, CM já não teve um episódio exatamente assim antes? Eu vejo tantas séries, que nem sempre minha memória é confiável, mas eu tenho quase certeza que sim.
O último episódio do ano, Normal, apelou para uma maneira diferente de filmar e editar. Nós conhecemos o suspeito o tempo todo, conhecemos sua família. Eu senti pena dele, vendo como ele era tratado pela esposa e filhas (que pode ser também parte da ilusão dele), vendo como ele perdeu a filha caçula e sabendo que ele estava apenas surtado. Foi um episódio em que nós tivemos uma ampla oportunidade de simpatizar com o criminoso. Já tiveram assim antes, mas eu acho que deu para se deixar levar mesmo assim. Mas tive algumas implicâncias com esse episódio.
Achei que houveram muitos erros óbvios. Eles tentaram fazer uma trama que nos enganasse e se enrolaram. Como o cara matou três pessoas com uma arma barulhenta daquela e nenhum dos vizinhos ouviu nada? As filhas nem acordam quando ele atira na mãe primeiro, e eles estão todos dentro da mesma casa. E a mulher que é sua primeira vítima olha diretamente para ele e não consegue mencionar para polícia que ele é careca e usa óculos? Eu entendi que ela nem prestou atenção nele, porquê o achou insignificante, mas são traços diferenciais, difíceis de não notar ou lembrar.
E também tenho que comentar sobre a substituta de JJ, Agente Todd. Eu não sou grande fã de JJ, porquê acho ela a mais sem personalidade do grupo (e realmente não consigo apontar se a culpa é do roteiro ou da atriz, mas a essa altura acho que é dos dois). Mas Meta Golding consegue ser ainda pior. Primeiro que eu não consigo comprar o relacionamento dela com o Derek, porquê de jeito nenhum Golding e Moore tem química juntos. Segundo, porquê nós sabemos que um novo membro da equipe será diferente, e nós já vimos Prentiss e Rossi passarem por esse processo, mas nunca a maneira de fazer as coisas de um novato me irritaram tanto. A mentira no nono episódio nem foi tão ruim, mas perder a cabeça e agir como amadora nesse episódio, sim. Como assim ela foi gritar com Hotch no meio da rua só porquê o criminoso tinha matado de novo por causa da coletiva para a imprensa? Não me convenceu.
Todavia, para fechar o ano com chave de ouro, os produtores trouxeram A.J. Cook de volta, com o bebê de JJ fazendo uma visita a sombria BAU. Realmente, com tudo o quê se vê naquela sala, é bom eles terem um memória feliz. E foi uma cena perfeita. Se até Hotch sorriu, como eu poderia resistir? Derek com o bebê no colo brincando, Prentiss e Garcia fazendo piada dele, Reid com aquela carinha de encantado. Dá quase para querer ser essa criança, afinal, ele vai ter alguns dos “tios” mais legais do mundo televisivo. Eu mal posso esperar pelo resto dessa temporada.


Categorias

Comentários

luiz augusto em The Day of the Triffids
karina em Much I Do About Nothing…
andreia em Eles estão voltando…

Blog Stats

  • 202.625 hits

Todas as atualizações do seu blog favorito

Me Adicione no Technorati

Add to Technorati Favorites