Séries Addict

Posts Tagged ‘Portia di Rossi

Lie To Me: Moral Waiver (1×02)
Exibição: 28/1/2009
MVP: Tim Roth

O segundo episódio de Lie to Me é consideravelmente melhor que o primeiro. Talvez porque Tim Roth esteja começando a ganhar minha simpatia, talvez porque o carismático elenco pareça mais entrosado. Ou, ainda, porque a direção e edição deram mais velocidade e fluidez à trama. Definitivamente não foi porque o roteiro melhorou.

No caso da acusação de estupro no exército, era claro que a suposta vítima estava acobertando a verdadeira vítima, mas Cal Lightman só chegou à mesma conclusão quinze minutos depois.

A trama do jogador de basquete também foi facilmente decifrada depois que o suborno é confirmado. E esse é um dos principais problemas da série: as dicas são muito óbvias, conduzindo facilmente para a resposta, mas os personagens, que supostamente são brilhantes e muito mais perceptivos que a maioria das pessoas, demoram uma eternidade para entender o que está acontecendo.

Até aqui a série funciona relativamente bem, apesar disso, mas eu não sei até quando ela vai se segurar nas gracinhas dos personagens principais, sem um texto realmente bom para os casos da semana.

Nip/Tuck: Roxy St. James (5×17)
Exibição: 27/1/2009
MVP: Portia Di Rossi e Dina Meyers

Nip/Tuck teve um episódio com o retorno de convidados regulares, sendo um marcante: Jennifer Coolidge volta como Candy Richards, ou melhor, Coco – já que, supostamente, seus genes são afro-americanos, ela vira cantoria de hip-hop, coloca silicone na bunda e é sem dúvida o grande alívio cômico desse episódio que teve um teor bem dramático.

Parte do drama é devido à morte de Olivia, companheira de Julia, na mesa de operações de Sean. Como ela estava tomando antidepressivos e não contou a ninguém, para mim é óbvio que não só ela queria morrer como prejudicar o rival, mas o resultado da autópsia torna isso impossível. Quem se beneficiou foi Éden, que acusou a mãe morta de ter atirado em Julia, se livrando da acusação de tentativa de homicídio da madrasta.

Mas a melhor trama do episódio foi, sem dúvida, a de Roxy (Dina Meyers): mulher que já teve tantos casos de câncer de mama na família que pede a Christian que lhe retire as mamas. A cena em que ela corta um dos seios com uma faca elétrica depois da recusa deste é uma cena típica de Nip/Tuck, assustadora e bizarra.

O relacionamento de Liz e Christian está se fortalecendo e eu já acho que eles são o melhor casal da série. Vamos ver para onde isso vai caminhar.

Texto publicado previamente no site TeleSéries.

Semana difícil para mim. Muitas das séries que eu vejo não foram ao e eu assisti um total exato de dez episódios de série (sem contar a minissário O Último Templário), o quê fez com que o péssimo episódio de Skins entrasse nesse Top. Mesmo assim, houveram muitos episódios bons, a qualidade geral foi superior a da semana anterior, e foi difícil montar o ranking. Todos os sete primeiros episódios foram excelentes. Vamos a eles:

1. Lost – 5×03 – Jughead (MVP: Henry Ian Cusack)
2. Nip/Tuck – 5×17 – Roxy St James (MVP: Dina Meyer, Portia de Rossi)
3. Being Human – 1×01- Episode 1 (MVP: Russell Tovey, Aidan Turner)
4. House5x13 – Big Baby (MVP: Hugh Laurie, Lisa Edelstein)
5. Damages – 2×04 – Hey! Mr. Pibbs! (MVP: Glenn Close, William Hurt)
6. Trust Me – 1×01 – Before and After (MVP: Tom Cavanagh, Eric McCormack, Jason O’Mara)
7. The United States of Tara – 1×02 – Aftermath (MVP: Toni Collette)
8. Fringe – 1×12 – The No-Brainer (MVP: John Noble)
9. Lie to Me – 1×02 – Moral Waiver (MVP: Tim Roth)
10. Skins – 3×02 – Cook (MVP: Nenhum)


Categorias

Comentários

luiz augusto em The Day of the Triffids
karina em Much I Do About Nothing…
andreia em Eles estão voltando…

Blog Stats

  • 197.309 hits

Todas as atualizações do seu blog favorito

Me Adicione no Technorati

Add to Technorati Favorites