Séries Addict

Posts Tagged ‘Roma Maffia

Nip/Tuck é uma série que muitas vezes é sobre o desespero. Sobre a necessidade desesperada de ser outra pessoa, sobre o desejo desesperado de ter outra pessoa, sobre o desespero de não se ter ou ser o quê se quer. É inevitável que as pessoas pensem que uma pequena mudança pode alterar tudo aquilo que lhe causa aflição. Mas quando nossas ânsias estão todas interligadas em uma gigantesca rede com todas as ânsias das pessoas com quem nos relacionamos, será que nós temos qualquer controle sobre o resultado final de nossas ações?
O paciente da semana, Ricky Wells, é um dos mais memoráveis da série. Não por sua personalidade ou pela atuação de Brando Eaton, que foi excelente, mas nada particularmente estelar. Mas por sua trama. Christian e Sean, que já viram de tudo e tentam não julgar moralmente seus pacientes, não disseram nada. Mas quem não sabia que o casal Wells iria se desfazer assim que a cirurgia plástica de Ricky fosse completa, pois a necessidade desesperada de Ricky de parecer mais velho para ser respeitado em seu papel como marido e pai se chocaria completamente com a cobiça incontrolável de sua esposa Carrie Mae pela juventude?
Ricky só queria ser dono de sua própria vida e ter liberdade para amar Carrie Mae, apesar do fato de ele ser um garoto de treze anos e ela sua professora. Mas a verdade é que ela sempre foi dona da vida dele, e sua existência girou em torno dela até o momento, no final desse episódio, em que a realidade se abateu sobre ele. Ao pegar a mulher que suspostamente sempre o amou tanto que até foi para a cadeia por se recusar a ficar longe dele com seu próprio irmão mais jovem na cama, Ricky finalmente vê que Carrie Mae gostava mesmo era de sua idade, e ao não possuir mais os atributos que ela tanto prezava, ele foi trocado.
E dando seguimento ao erro tremendo dos produtores de colocarem Liz e Christian em uma espécie de relacionamento, ao mesma coisa acontece a anestesiologista. Enquanto estava doente e acabado, e Liz possuía qualidades que lhe eram pertinentes, Christian mostrou-se quase obcecado por ter a amiga ao alcance de sua mão. Mas recuperada sua saúde e sua beleza, a presença da não tão sensual Liz perdeu seu apelo.
E Liz, que se iludiu de que Christian conseguia preencher sua vida de uma forma que nenhuma outra mulher havia conseguido, acordou para o fato de o cirurgião seria apenas corrosivo para sua auto-estima devido ao fato de que sendo o narcisista que é, Christian jamais oferecia o tipo de reciprocidade que ela desesperadamente buscava.
Paralelamente, uma questão sobre pais e filhos, com Sean e Matt, Raj e Dr. Vijay Paresh. Afinal, não é apenas nos parceiros amorosos que as pessoas projetam suas ânsias mais profundas, mas nos filhos também. E alguns conseguem lidar com a situação, e outros se sentem tão encurralados que se auto-destroem na tentativa de destruir a influência corrosiva e sufocantes de seus progenitores. Não é nem preciso mencionar o longo histórico de Matt, então não é nada novo que ele, de uma forma bem passivo-agressiva, tenha sabotado seus estudos e possível carreira na medicina.
O surpreendente foi ver Raj, que surgiu tão arrogante e seguro há alguns episódios atrás, deixar cair sua máscara. E ao se dar conta de que assim como Ricky Wells, sua vida nunca realmente pertenceu a si mesmo. E para escapar das garras do pai ele vai ao extremo. Mas será mesmo que o fim de sua carreira cirúrgica é uma escapatória? Sim, há sempre uma alegria imensa em possuir a capacidade de fazer o quê quiser com a própria vida, mas Christian tem essa independência, e mais do que nunca, ele não me parece no controle de sua própria existência.
Então, como nós fazemos para o desespero acabar? Será que ele algum dia acaba?

1. Nip/Tuck5×18 – Ricky Wells (MVP: Roma Maffia, Adhir Kalyan)
2. Being Human
1×02 – Episódio 2 (MVP: Russell Tovey, Dean Lennox Kelly)
3. CSI Miami
– 7×14 – Smoke Gets In Your Csis (MVP: Emily Procter)
4. Trust Me
– 1×02 – All Hell the Victors (MVP: Tom Cananagh, Monica Potter)
5. Fringe
– 1×13 – The Transformation (MVP: John Noble, Mark Valley, Anna Torv)
6. Damages
– 2×05 – I Agree, It Wasn’t Funny (MVP: Glenn Close)
7. Lost
– 5×04 – The Little Prince (MVP: Michael Emerson, Elizabeth Mitchell, Josh Holloway)
8. The United States of Tara
– 1×03 – Work (MVP: Toni Collette)
9. Grey’s Anatomy
– 5×14 – Beat Your Heart Out (MVP: Chandra Wilson, Sara Ramirez)
10. 30 Rock
– 3×10 – Generalissimo (MVP: Tina Fey, Alec Baldwin)

Eu tenho uma relação de amor e ódio com Nip/Tuck. Tem horas que eu acho toda a bizarrice da série simplesmente brilhante, hilária, refrescante. Tem horas que eu simplesmente quero jogar a Tv escada abaixo. Eu considero sua segunda temporada uma das coisas mais fantásticas já feitas na Tv e sua quarta temporada uma das coisas mais insuportáveis.
Mas eu sempre dou uma nova chance ao Ryan Murphy, e eu adoro Sean, Christian e Julia, então voltei a ver Nip/Tuck nessa quinta temporada e não me arrependi. Ronnie Chase, a volta de um longo hiato após a paralisação com a greve dos roteiristas, começa justamente mostrando a sequência onde Sean é esfaqueado por sua louca ex-empresária, mas de outro ponto de vista. Assim vemos angustiados ela quase esfaquear Liz, e passar direto por um Christian distraído. E depois que esfaqueia o Sean, Colleen se arrepende. Isso dá a Sean a oportunidade de matá-la, sendo salvo em seguida por Christian.
A série pula então quatro meses no futuro e descobrimos que Sean, paralítico, praticamente abandonou a carreira e foi lecionar. Adorei ele como professor, é interessante como o discurso dele consegue tornar cirurgia plástica, algo considerado tão superficial e fútil, em um assunto fascinante e digno da ambição de tantos jovens brilhantes, como o divertidíssimo Dr. Raj Paresh, de apenas 17 anos. Espero Adhir Kalyan se torne um convidado regular. Além dele a outra aluna que se destacou foi Daphne Pendell, interpretada por Jaime Ray Newman, que ao que tudo parece pode ser o novo interesse romântico de Sean.
Enquanto isso, Christian acompanha Liz ao médico depois que encontra um caroço no seio dela, e enquanto ela parece estar perfeitamente bem, ele descobre ter câncer de mama. Taí algo que agente só veria em Nip/Tuck. Obviamente a situação deixou Christian cheio de inseguranças e os escritores usaram isso para explorar mais a amizade entre ele e Liz. A sotryline também rendeu uma cena hilária em Christian tenta fazer um exame de mama na menina com quem está transando. E enquanto isso, em outra cena que agente também só vê em Nip/Tuck, Sean fazia sexo na cadeira de rodas com uma garçonete.
Além dos dois e de Liz o único personagem regular a aparecer foi Matt. Ele parece estar tentando dar um rumo a sua vida, freqüentando a faculdade para tentar se tornar médico e aparentemente também terminou o relacionamento com sua meia-irmã Emme. E através dele ficamos sabendo que Julia descobriu que Sean mentiu sobre ainda serem casados e não fala mais com ele (eu sabia que isso não ia terminar bem para o lado dele). Mas aparentemente a ex-mulher tê-lo exilado da vida dela (novamente) não lhe ensinou nada sobre mentiras, porquê ele está escondendo de todo mundo que pode andar. Do quê ele tem tanto medo? A perspectiva de voltar a ser cirurgião é tão ruim assim, ou o problema é outro? Pronto, estou fisgada por Nip/Tuck de novo.


Categorias

Comentários

luiz augusto em The Day of the Triffids
karina em Much I Do About Nothing…
andreia em Eles estão voltando…

Blog Stats

  • 200.456 hits

Todas as atualizações do seu blog favorito

Me Adicione no Technorati

Add to Technorati Favorites